Sobremesa De Banana F Cil E Deliciosa

Historia do ensaio de voltar 27 erros épicos e truques de comida

A formação das qualidades especificadas da individualidade da pessoa crescente define o seu comportamento na massa de casos concretos e situações contra as quais sobe na vida e que, certamente, não pode fornecer-se aos detalhes mais pequenos no decorrer da educação.

As qualidades psicológicas interligam-se, integram-se na personalidade ediy. Como o núcleo da personalidade que determina todas as suas manifestações privadas a esfera que representa o sistema difícil e interligado de aspirações e motivos da pessoa serve motivacional.

O número chamado de qualidades não se agrupa incidentemente em pares. Com ele acentua-se que não há qualidades "absolutas". A melhor qualidade tem de contrabalançar o contrário. Cada pessoa normalmente procura achar socialmente aceito e pessoalmente para ele uma medida ótima de uma proporção destas qualidades na personalidade. Só em tais circunstâncias, tendo-se encontrado, tendo-se desenvolvido e tendo criado como a personalidade tselostnostny, é capaz para tornar-se o membro crescido e útil da sociedade.

A formação de tal orientação humanística da personalidade realiza-se algumas etapas. Deste modo, para estudantes de escola mais jovens como transportadoras de valores sociais e ideais certas pessoas - o pai, mãe, a ação de professor; já que os adolescentes entram no seu número também contemporâneos; já que os adolescentes entram no seu número também contemporâneos; finalmente, o estudante de escola sênior percebe ideais e valoriza bastante geralmente, não pode uni-los com transportadoras concretas (pessoas ou as microorganizações sociais). Respectivamente o sistema de educação tem de ser na construção que considera características de idade.

Também tem de enfocar-se para "amanhã" do desenvolvimento de crianças que assume a inclusão da criança, adolescente, jovem no sistema de geneticamente sucessivo e substituir um de outro que conduz deyatelnost interligado. Em cada um deles há educação especial, cada um deles faz a contribuição específica para a formação as esferas motivacionais da personalidade. Ao mesmo tempo o desenvolvimento esferas motivacionais acontece não só no caminho do incluído em não novo educations, mas também por meio da diferenciação e um iyerarkhization de motivos antes surgidos da atividade. A estrutura mais desenvolvida esferas motivacionais a personalidade com uma orientação pública de motivos possui.

A relação a uma profissão - o elemento mais essencial em educação da pessoa. O mais importante aqui - a motivação consciente geral em trabalho, desejo e prontidão para trabalhar para o benefício e o benefício da sociedade. Duas sensações interligadas - respeitam por pessoas do trabalho e desprezo de preguiçosos têm de cultivar-se com esta finalidade. É importante que estas instalações gerais a criança, o adolescente fosse capaz "de acender-se" isto é apreciar-se o trabalho, ser "em um consentimento com si mesmo" se se ocupa com o trabalho, e sentir o conflito interno, um descontentamento interno com, vergonha se não trabalhar. Neste complexo a compreensão da importância social do trabalho, a sensação está entre os momentos principais que a pessoa está na harmonia com a sociedade que se ocupa com o negócio honorável. Daqui a importância da conexão do treinamento de crianças com trabalho vário socialmente aprovado que só também faz a criança pelo membro da sociedade, entra nela na vida da sociedade. Na forma da afirmação de em atividades sociais há uma aprovação pela criança de como pessoas, a necessidade do trabalho como uma forma substancial das atitudes da pessoa em direção à pessoa se forma.

Assim, as qualidades psicológicas principais que estão na base da personalidade desenvolvida são a atividade, a aspiração a realização de e aceitação consciente de ideais da sociedade, a sua transformação em valores, profundamente pessoais para esta pessoa, crença, exigência.

A qualidade moral mais importante que tem de criar-se em cada pessoa crescente, - a eficácia da sua perspectiva, ideais morais, crença. A criança, o adolescente, o jovem ( só não tem de pensar, mas também trabalhar na consciência, segundo as perspectivas.